Usa-se ERP (Enterprise Resource Planning, em português “planejamento de recursos empresariais”) para softwares de controle e gestão para lojas, mas e para o segmento de indústrias? Empresas industriais conseguem usar sistemas de ERP para atividades de rotina?
A resposta é: mais ou menos! Você não leu errado, indústrias precisam do controle e gestão como qualquer empresa, mas também é preciso de softwares que auxiliam na produção em larga escala, para esses sistemas que unem as duas necessidades chamamos de MRP, significa Manufacturing Resource Planning ou, traduzindo, Planejamento de Recursos de Produção.

O sistema MRP integra no ERP SDSuper e levanta cada informação para criar uma rotina de compra e produção de maneira orgânica, ou seja, sem ter recursos em excesso ou escassez. Para conseguir calcular com eficiência, o MRP utiliza três informações básicas: demanda, lista de materiais e saldo de estoques.

O software realiza seu cálculo, indicando ordens de produção e compra de matéria-prima, de acordo com as previsões de venda de cada produto. Também estipula um estoque de segurança e pontos de reposição de cada material, diminuindo as possibilidades de perda ou excesso de cada um e auxiliando os gestores na tomada de decisão de compra de estoque e no ritmo de produção dos produtos.

O sistema tem diversos benefícios para as empresas que o aplicam. Confira:

  1. Planejamento assertivo: com a implementação de um MRP, as empresas passam a ter um planejamento assertivo, com base em dados e ocorrências nos estoques e na linha de produção. Isso reduz a possibilidade de acontecerem problemas e urgências no setor;
  2. Desempenho eficiente: com informações concisas, o desempenho da empresa melhora, já que suas ações são rápidas e eficientes. Desde a relação com fornecedores, com tranquilidade para negociar preços e condições, como também com os clientes, que têm os produtos em estoque de maneira constante e com padrão de qualidade assegurado,
  3. Investimento enxuto: ter um MRP também faz com que os investimentos feitos para renovação de estoque e produção sejam enxutos, já que ele estipula com exatidão as quantidades que precisam ser repostas e o período para que isso aconteça, evitando gastos desnecessários.

A SD Informática integra o MRP no SDSuper para gestão de diferentes frentes dentro das empresas, como financeiro, faturamento, compras e estoque. E vantagens em recursos que possuem ferramentas específicas para a manufatura, como fluxo de caixa, estoque, manutenção, contabilidade, vendas e outros. Inove sua Indústria!


0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.